quarta-feira, 15 de agosto de 2012

CAMPANHA PARA ATUALIZAÇÃO DO ESQUEMA VACINAL

A Campanha Nacional de Multivacinação ocorrerá no período de 18 a 24 de agosto de
2012, sendo a data de 18 de agosto (sábado) o dia de divulgação e mobilização nacional






Nesta ocasião serão ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança. Esta estratégia visa diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.
Nesta ocasião, as crianças menores de 5 anos de idade, aproximadamente 14.1 milhões, público alvo para a ação, deverão ser avaliadas em relação a sua situação vacinal. 
Baseado nesta avaliação, de forma seletiva proceder-se-á a atualização do calendário vacinal, de acordo com os esquemas preconizados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). 
A ação ocorrerá no posto de vacinação João Bosco Mendes Sarmento das 07h:00min às 12h:00min. 

Objetivo Geral
Atualizar o esquema vacinal de acordo com o calendário básico de vacinação na
caderneta de saúde das crianças menores de 5 anos de idade (0 a 4 anos 11meses e 29 dias).
 
Objetivos específicos 
- Aumentar as coberturas vacinais para atingir a meta adequada. 
- Melhorar a homogeneidade das coberturas vacinais nos municípios.
- Manter a eliminação do sarampo e da poliomielite.
- Intensificar as ações de imunização para a administração do reforço das vacinas de
poliomielite e DTP, e 2ª dose da tríplice viral em especial, na faixa etária de 4 a 5 anos.
- Reduzir a incidência das doenças imunopreveníveis, conforme o calendário básico de
vacinação das crianças menores de 5 anos de idade.

Meta
A meta na campanha é vacinar, de forma seletiva, as crianças menores de 5 anos de idade
(0 a 4 anos 11meses e 29 dias).

Contraindicações
Algumas vacinas apresentam contraindicações diante de situações clínicas específicas,
entretanto, recomenda-se analisar criteriosamente cada caso.
As vacinas de bactérias ou vírus vivos atenuados não devem ser administradas, a
princípio, em indivíduos:
a) com imunodeficiência congênita ou adquirida;
b) acometidos por neoplasia maligna;
c) em tratamento com corticosteróides em esquemas imunodepressores (por exemplo,
doses iguais ou maiores que 2mg/kg/dia de prednisona durante duas semanas ou mais em
crianças ou doses correspondentes de outros glicocorticóides e maiores ou iguais a 20 mg/dia nos
adultos por mais de 14 dias) ou submetidas a outras terapêuticas imunodepressoras
(quimioterapia antineoplásica, radioterapia, entre outros).
Postar um comentário